Dor nas costas: livre-se deste mal

  • terça-feira, outubro 10, 2017
  • By Blog OkLadies
  • 0 Comments




Fisioterapia Integrativa trata as raízes desta enfermidade, estudando o comportamento da dor e está disponível em Balneário Camboriú



As dores nas costas são o principal motivo de afastamento do emprego. Segundo dados do Ministério do Trabalho, pelo menos 116 mil pessoas ficaram sem trabalhar até duas semanas por causa da enfermidade em 2016. O fisioterapeuta Murilo De Marco, que atende em Balneário Camboriú, ainda destaca que até 84% das pessoas podem ter dor lombar em algum momento da vida e, apesar de ser uma condição tão comum, ainda é preciso desmistificar crenças errôneas sobre a maneira de tratar e sobre as causas da dor, que tem cura e está, literalmente, ao alcance das mãos por meio da Fisioterapia Integrativa.

Murilo explica que com a Fisioterapia Integrativa é possível oferecer um tratamento completo e específico, que analisa a fundo as possíveis causas da dor e também auxilia o paciente em mudanças cotidianas. “Os motivos que geram a dor são os mais variados e, na grande maioria dos casos, não existe uma única causa responsável, mas sim uma associação de fatores que acabam culminando na dor lombar. Por isso, a parte mais importante do tratamento é a avaliação, para entendermos de fato o comportamento da dor e então montar um tratamento adequado às necessidades do paciente”, detalha.

A hérnia de disco nem sempre é a culpada
É muito comum as pessoas associarem a dor na coluna com hérnia de disco, porém, mesmo que a ressonância magnética mostre a sua presença, nem sempre elas são a causa da dor. “É importante não se assustar com os resultados dos exames de imagem. Mesmo quando a hérnia de disco for realmente o problema, a cirurgia da coluna é necessária apenas na minoria dos casos. A grande maioria pode ser curada com fisioterapia especializada e exercícios”.


O tratamento através da Fisioterapia Integrativa, metodologia proposta por Murilo, consiste em uma combinação de diversas técnicas e é prescrito de maneira individualizada, de acordo com as necessidades de cada paciente. O primeiro objetivo do tratamento é cessar ou diminuir ao máximo a dor. Essa fase dura em média de 3 a 6 semanas, sendo uma sessão por semana e é feita através de técnicas manuais. Depois disso, passa-se para a segunda fase, que consiste em exercícios. “Em alguns casos, o paciente é encaminhado diretamente para a prática de alguma atividade física que seja de sua preferência ou que se adapte melhor ao seu quadro. Em outros, antes de encaminhá-lo à atividade física, realizamos alguns exercícios no próprio consultório, para que ele recupere a confiança na sua coluna e realize os movimentos sem medo de sentir dor”.  


Ele frisa que o sucesso do tratamento também depende muito da cooperação do paciente, já que a mudança de alguns hábitos de vida e a adoção da prática de atividade física são fundamentais para evitar novos episódios do problema. Relata também que esperar muito para iniciar o tratamento pode tornar a cura mais difícil e demorada. “Se você está sentindo dor há mais de seis semanas é fundamental procurar ajuda”. Outra dica valiosa que ele nos dá é evitar o excesso de repouso: “Costuma-se pensar que não mexer a coluna ajuda a recuperar a dor, porém, estudos científicos já mostraram que excesso de repouso pode prolongar a dor e atrapalhar a recuperação. Por isso, tente ficar ativo e, dentro do possível, manter sua rotina normal de vida. “




Murilo De Marco atende no Espaço Original, localizado na Rua 2970, 420, Balneário Camboriú. Telefone: (47) 3367.9015

Também recomendamos

0 comentários